O Arcaico e o Moderno

  • Considerações sobre a modernização
    • O brasileiro é como uma tábua rasa, mais receptivo às mudanças do que o camponês europeu tradicionalista, o índio comunitário ou o negro tribal.
    • Não existe resistência intencional, ou cultural, apenas social, mas a modernização chega sem reflexão.
    • A pobreza e o risco social empurram a aceitar o novo.
  • A tendência a uniformização cultural
  • A elite arcaica
    • A resistência a mudança está na elite que tenta manter privilégios e ordenação política.
    • O latifúndio é incompatível com as necessidades atuais de trabalho e organização da terra.
  • A recolonização industrial
    • Multinacionais formação de um empresariado gerencial, compromissado apenas com o lucro ao estrangeiro.
    • O excedente econômico beneficia o estrangeiro, como no tempo do Brasil colônia.
    • O patronato nacional sempre controlou o estado brasileiro.
      • restringiu os benefícios de uma economia próspera a uma minoria.
      • e impede que a sociedade se beneficie do progresso como aconteceu em outros países.
      • ele age em defesa de interesses antinacionais e antipopulares.
  • Povo proletário e alienado
    • Preparado para prover matérias primas e lucros exportáveis.
    • Seus dirigentes são os agentes da dominação externa.
    • Antes escravo, agora mão-de-obra barata para o mercado externo.
    • Sempre enriqueceu uma minoria que lhe dominava e seus associados estrangeiros.
    • Ainda assim cria identidade de nação e luta pela independência.
  • A farsa da independência
    • A elite local se une alegremente ao movimento.
    • Uma representação da coroa e seus burocratas mantem a mesma ordem política e social.
    • O domínio externo permanece.
    • Nada muda para o povo proletário.
    • O povo reage a superficial independência, mas a principal ação e pedir a expulsão de empresários portugueses.
  • A modernização da nova nação
    • Era preciso formar profissionais como médicos, engenheiros e militares.
    • Escolas foram criadas para as elites, mas o povo permaneceu analfabeto.
  • A unidade do povo brasileiro
    • Novos forças unificadoras do império surtiram pouco efeito, porem…
    • Apesar de ser uma constelação de culturas, ela percebe a sua unidade e agem entre sí de forma diferente de como agem com estrangeiros.
    • São todas elas produto do mesmo processo civilizatório, que as atingiu quase ao mesmo tempo.
    • Originam de mesma mistura étnica.
    • Estiveram sempre debaixo do domínio de um mesmo centro reitor.
    • Tendencias a diferenciação foram reprimidas pela força policial, de economia ou pela homogeneidade cultural.
    • A hierarquização homogenizadora: os patrões mantinham as atividades produtivas e o patriciado ordenava a vida social, controlavam assim as classes oprimidas.
  • A Nova Roma
    • O estado sempre agiu notavelmente contra os interesses do povo, e a favor de estrangeiros.
    • As representações do estado brasileiro parecem "consulados romanos", por representarem o interesse externo.
    • Para eles, o povo não é um povo, mas apenas uma força útil aos seus interesses.
    • O estado e o poder privado sempre se apoiaram em escravidão e monopólio.
      • Inicialmente monopólio da terra, hoje também de bens industriais.
      • Diversas marcas controladas por um único grupo econômico, como Unilever e Ambev, são ferramantas de controle e dominação.
      • Custo de vida alto, longa jornada de trabalho e desocamento, pouco tempo e recursos para auto investimento e aprimoramento, com o constante risco de ser substituído pelo batalhão de reserva é a manutenção da escravidão.

Na civilização brasileira, assim como em outras dominadas, o que se apresenta como novo é frequentemente uma adaptação do arcaico a um novo contexto, influenciando inclusive e principalmente as mentes de seus dominados, garantindo a sua perpetuação em meio ao moderno.
Topic revision: r1 - 10 Jun 2015, UnknownUser
This site is powered by FoswikiCopyright © by the contributing authors. All material on this collaboration platform is the property of the contributing authors.
Ideas, requests, problems regarding Wiki-Colivre? Send feedback