.
Aurium.Colivre.Coop.br Esse site é Legal Demais para Internet Explorer

Aurium :: BlogadaAurium20060127232505

Últimas blogadas:

%HEADLINES{"http://softwarelivre.org/aurium/blog/feed" refresh="600" header="SoftwareLivre.org" limit="15" format=" * $title" }% %HEADLINES{"http://cirandas.net/aurium/blog/feed" refresh="600" header="Cirandas.net" limit="15" format=" * $title" }%



O Planeta é o que ha! Toda hora uma coisinha nova. smile

Hoje ví que o Guilherme Jr postou que tinha acabado de instalar o Hotkeys. Eu sempre quis dar funcionalidade útil a aquela teclinha da janelinha, mas sempre deixava pra depois. Como agora a pouco acabei tudo o que era necessário para esta semana, então vamos lá, instalei. Mas… como configuro a teclinha? O man(?) não falava o que eu precisava, então perguntei sobre isso num comentário no blog de Guilherme Jr. hã… não. Sivirol é mais rápido. … … Pronto. Tudo certo. Vou colocar aqui como fazer pra que todos possam ter a tecla da janelinha funcionando em casa.

Pimeiro passo, instale o Hotkeys:
# aptitude install hotkeys
Você pode instalar de várias outras formas… o meu exemplo é para usuários Debian (ou derivados) através do shell.

Crie seu diretório de configurações pessoais:
$ mkdir ~/.hotkeys
Tudo o que é colocado aqui sobreescreve as configurações globais para o seu usuário.

Copie o arquivo de configuração para o seu diretório de configurações pessoais:
$ cp /etc/hotkeys.conf ~/.hotkeys/

Crie ~/.hotkeys/custom.def com o seguinte conteúdo:
<?xml version="1.0"?>
<definition>
  <config model="Meu Teclado">
    <!-- Botão da Janelinha : Abre o Terminal -->
    <userdef keycode="115" command="gnome-terminal --working-directory=/home/fulano">Gnome Terminal</userdef>
    <!-- Botão Power : Abre o GIMP -->
    <userdef keycode="222" command="gimp">The Gimp</userdef>
  </config>
  <contributor>
    <name>Fulano de Tal</name>
    <email>Fulano@email.br</email>
  </contributor>
</definition>
Coloquei em marrom o que mais interessa. É daquela forma que você informa que teclas serão capturadas e qual a ação a ser executado. (Aquele nome bonitinho entre <userdef ...> e </userdef> não está lá a-toa. Ele é apresentado na tela quando a tecla é pressionada)

Hei! Como você pegou aqueles keycodes?
Opa… Como Guilherme também disse, com o xev:
$ xev
Ele vai abrir uma janelinha e vai jogar todas as informações de eventos recebidos por ela no terminal. Clique no botão da janelinha e você verá isso:
KeyPress event, serial 61, synthetic NO, window 0x1800001,
    root 0x3a, subw 0x0, time 256953577, (70,321), root:(897,713),
    state 0x0, keycode 115 (keysym 0xffec, Super_L), same_screen YES,
 XLookupString gives 0 bytes:
 XmbLookupString gives 0 bytes:
 XFilterEvent returns: False

KeyRelease event, serial 61, synthetic NO, window 0x1800001,
    root 0x3a, subw 0x0, time 256953688, (70,321), root:(897,713),
    state 0x40, keycode 115 (keysym 0xffec, Super_L), same_screen YES,
 XLookupString gives 0 bytes:
Se isso for padrão (o que eu não acredito) você verá um keycode igual o meu naquele monte de informação.

Pronto. Agora é só executar o demon:
$ hotkeys -t custom

Pressionei a janelinha e… Foi! Abriu o terminal. Agora essa tecla é útil! smile

Mas… não… nem tudo é perfeito. A fonte onde aparece escrito "Lounching: Gnome Terminal" é horrivel! E aquele verde limão… pô… quem escolheu essa cor tinha dautonismo severo. Como configurar?

Abra ~/.hotkeys/hotkeys.conf:

Tirando o verde limão e colocando um azul discreto:
osd_color=#1080C0

Modificando a fonte para uma mais suave:
osd_font=-*-helvetica-bold-r-normal--50-*-*-*-*-*-*-*

Você não sabe que sopa-de-letra é aquela? É… eu também não sabia, mas sabia que isso era usado na configuração do emacs, então numa busca encontrei o capítulo Font X, no manual do emacs. Entendi que esta linha especifica uma fonte para o X com todas as suas opções, algumas até definidas pelo criador da fonte. Não é difícil usar não. São 13 opções com um hifem precedendo-as:
-MAKER-FAMILY-WEIGHT-SLANT-WIDTHTYPE-STYLE-PIXELS-HEIGHT-HORIZ-VERT-SPACING-WIDTH-CHARSET
Usando * você deixa a escolha para o servidor X.

Agora sim. Veja:
[[http://www.vivaolinux.com.br/screenshots/verScreenshot.php?codigo=5654][]]

Considerações:
  1. Eu subutilizei o Hotkeys. Dê uma olhada no artigo de rakesh_arky e veja um pouco mais sobre o negocinho. Ele tem funções próprias para controlar volume, força e por aí vai…
  2. Existem várias outras formas de fazer isso, mas eu fui ter vontade agora quando ví esse bicho.
  3. Isso e mais poderia ser facilmente feito de forma automática com ajuda de de uma aplicação visual. Eu fiz uma busca rápida no Google e não achei nada sobre isso. Com uma interface legal poderiamos propor a adição no Debian-BR-CDD... Algum GTK lover se interessaria por isso?

DiggThis

Copyright © 2004 - 2019 Aurélio A. Heckert
Conteúdo licenciado sob Creative Commons by-nc-sa